História do Prêmio Lupa de Ouro

No dia 11 de abril de 1975, no salão da Confederação Nacional das Indústrias, no Rio de Janeiro, durante a realização da 18° Assembléia Geral do Grupemef, foi, pela primeira vez, levantado o interesse em premiar os destaques da indústria farmacêutica. A Ata dessa Assembléia relata:

“... Vai ser formada uma comissão para estabelecer um critério com a finalidade de premiar estratégias de marketing, melhores produtos etc. este premio seria um troféu, o qual denominar-se á Sherlock de Ouro , de Prata e Bronze”.

No ano seguinte, em 1976, o nome do Premio (Sherlock) não foi aprovado, mas o símbolo desse personagem, sim. E assim ficou configurada a “Lupa” como a marca visual até hoje utilizada.

O nome da premiação instituída oficialmente em 1976 foi “Prêmio Grupemef” para ser outorgado, a partir de 1977, aos produtos e laboratórios com melhor performance de venda e receituário, e para os profissionais de Pesquisa de Mercado que mais se destacaram no seu trabalho junto ao Grupemef e na criação e implementação de novos projetos de Pesquisa de Mercado para a indústria farmacêutica.

Em 1979, o “Prêmio Grupemef” passou a ser chamado de “Lupa Grupemef”, e, finalmente em 1980, “Lupa de Ouro”, a mais importante premiação do marketing farmacêutico brasileiro, cobiçada por todos os profissionais da área.

Em suas primeiras edições, os prêmios eram destinados, alem dos destaques profissionais, a produtos e empresas com melhores performances de venda e receituário, baseadas nos números apresentados nas auditorias disponíveis.

Veja abaixo o video com a história do prêmio exibido na abertura da edição do Prêmio Lupa de Ouro de 2016